"QUANTO A MIM, TENHO QUE LHES DIZER QUE AS ESTRELAS SÃO OS OLHOS DE DEUS VIGIANDO PARA QUE TUDO CORRA BEM. PARA SEMPRE. E, COMO SE SABE, SEMPRE NÃO ACABA NUNCA." (CLARICE LISPECTOR)



sexta-feira, 29 de abril de 2011

Prometo não te olhar e nem lembrar tudo aquilo que você me fez...


"Prometo não te ligar
Não escutar aquela música
Não olhar aquela foto
Que eu roubei de você.
Prometo nem mais te amar.
.
.
.
Segunda - feira eu começo."

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Entre a razão e a emoção, eu escolhi você...


 "Devíamos ter mais opções de escolha.
- Como assim?
- Escolher de quem gostar, por exemplo...
- Isso não dá.
- E se desse, o que você faria?
- Ainda assim escolheria você."

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Já não vivo, nem morro em vão... Sou mais eu, porque sou você...


"Antes de amar-te, amor, nada era meu
Vacilei pelas ruas e as coisas:
Nada contava nem tinha nome
O mundo era do ar que esperava.
E conheci salões cinzentos,
Túneis habitados pela lua,
Hangares cruéis que se despediam,
Perguntas que insistiam na areia.
Tudo estava vazio, morto e mudo,
Caído, abandonado e decaído,
Tudo era inalienavelmente alheio,
Tudo era dos outros e de ninguém,
Até que tua beleza e tua pobreza
De dádivas encheram o outono
."



Vou descobrir o que me faz sentir... Eu, caçador de mim...


"Por tanto amor
Por tanta emoção
A vida me fez assim
Doce ou atroz
Manso ou feroz
Eu caçador de mim."

É amor e veio pra ficar...


"Não se apresse não. Quando é amor mesmo, o eterno fica assim: ajustável. Veste bem qualquer pensamento, aquece qualquer pé de tempo, se estica na beira da praia."

sábado, 23 de abril de 2011

E aqui de dentro a porta se abriu...


"E há tanto do mundo cá dentro
que por vezes nem me encontro."

quinta-feira, 21 de abril de 2011

E o amor veio enfim...


"Porque quando Deus me mostrou você,
sabia a porção exata do que
 faltava em mim.
Cada parte,cada canto do meu
coração tem alguém.
E você é o pedaço que faz com que
ele seja mais bonito."

terça-feira, 19 de abril de 2011

Viver é uma arte, um oficio... Só que precisa cuidado...


"Mas tenho medo do que é novo e tenho medo
de viver o que não entendo.
Quero sempre ter a garantia de pelo menos
estar pensando que entendo...
Não sei me entregar à desorientação."

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Pra onde tenha sol... É pra lá que eu vou...


"vida, corre cá.
segura a minha mão,
me leva para ver o sol."


Foi furtado carinhosamente do Blog: http://coisasdochão.blogspot.com/

É tanta boniteza por lá que não resisti!

Mas vai cicatrizar... Se renovar...


"Compreenda que não se tapa ferida com outra paixão que só se vê pela varanda, é preciso abrir a porta da frente, recuperada.
Quem sabe... Em um amanhecer cheio de cor
em um pôr do sol
em bosques escondidos
em milagres do amor
em um novo respirar
em um nunca mais, sei lá.
Em um dia onde enfim, resolvemos remendar
abster-se da cicatriz
varrer desencontros
mudar a cara
mudar a bagagem
mudar a posição da cama
mudar as cortinas 
mudar o nosso mundo.
.
.
.
Aos poucos,
o coração vai voltando a ser mais inteiro, verdadeiro."
 
 
Essa mensagem foi retirada do blog da queridíssima Ana. Não deixem de conferir: http://anasoumorais.blogspot.com/
Vocês vão adorar!

Deixa eu acompanhar esse instinto de aventura de menina solta...


"Vai menina, fecha os olhos.
Solta os cabelos.
Joga a vida.
 Como quem não tem o que perder.
Como quem não aposta."

domingo, 17 de abril de 2011

9 meses que meu céu foi pintado de cinza...


“E eu te amo com o alento dos sorrisos, e as lágrimas de uma vida inteira.”


Sei que você não iria gostar nadinha, mas permita-me chorar. É que tem saudades que não passam. E essa sua é gigantesca, absurda.  
Como uma espécie de consolo, como se isso te ressuscitasse, te colocasse ao meu lado, lembrei das orações, dos chazinhos, dos mimos, das bonecas de pano que você fazia pra mim, das flores no cabelo, dos lanches noturnos, dos óleos milagrosos, dos fuxicos que me ensinou a fazer (sou nada prendada), das canções de ninar, dos afagos na cabeça, das verduras que me obrigava a comer (sorrio), das gargalhadas, dos "causos" que me contava... Ah, vovó querida... como eu gostaria de te tirar dos meus sonhos e pensamentos e te abraçar novamente... Sentir o teu cheirinho, ficar no teu colinho, falar das crianças. Tantas coisas pra compartilhar. Você era a minha amiga confidente. Falávamos de tudo e tudo você entendia. Te amo! E sempre vou te amar!

sábado, 16 de abril de 2011

É que eu preciso dizer...


"Te amo, beijo em tua boca a alegria."

Eu quero viver nessa metamorfose...


"Deveríamos ser como borboletas,
e ter a coragem de enfrentar
a metamorfose da vida,
para sermos livres."

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Pra descontrair mesmo...







Eu ri mto!

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Também me alimento de lembranças...


"Outro dia parei pra pensar nessa tal espera.
Na mente o retrato,um fato já gasto:
resquícios do que houvera.
Não se arranca uma saudade do peito,
mas depois que ela se aquieta,
se percebe quem realmente vale apena."

Com você por perto...


"Vem, encosta a tua vida na minha e sente como tudo aqui dentro é mais feliz quando tenho você por perto."

Eu te preciso...


É que ando molinha molinha de tanta saudade!

quarta-feira, 13 de abril de 2011

E isso basta...



"Eu já vi tudo, eu vi a escuridão, eu vi a luminosidade de uma pequena faísca.
Eu vi o que escolhi ver, vi o que precisava, e isso basta. Querer mais seria avidez."




Do filme: Dançando no Escuro

terça-feira, 12 de abril de 2011

Vou querendo ser feliz... E não vou mais esperar...



"Chega de reticências.
Ficar esperando.
Sofrendo.
Contando saudades.
Se o amor não é possível, o melhor é colocar um fim.
E ponto."

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Te sinto em pensamentos... Te sinto nas lembranças...


"De longe,
Te sinto.
Te sei."

Com você eu fiz amor... Eu fiz paixão... Enlouqueci...


"Sem uma palavra, mas teu prazer
entende o meu."

Sempre em frente... Não temos tempo a perder...



"- E agora? O que acontece quando não se tem mais nada com o amor?
- Sopra o vento e a gente vira outra coisa.
- Que coisa?
- Sei lá. Não quero é voltar a ser gente, eu teria que conviver com as pessoas - ele murmurou. - Queria ser um passarinho, vi um dia um passarinho bem de perto e achei que devia ser simples a vida de um passarinho de penas azuis, os olhinhos lustrosos. Acho que queria ser aquele passarinho.
- Nunca me teria como companheira, nunca. Gosto de mel, acho que quero ser borboleta. É fácil a vida de borboleta?
- É curta."

Tudo o que dá certo é normal...


"O pequeno êxtase da palavra fluir junto do pensamento e do sentimento: nessa hora como é bom ser uma pessoa. Eu me encontro nos outros. Tudo o que dá certo é normal. O estranho é a luta que se é obrigado a travar para obter o que simplesmente seria o normal."

E o que passou, passou...



"Depois de anos acariciando as dores que me deixaram partida, finalmente as deixei partir.
E fiquei inteira."

domingo, 10 de abril de 2011

Feitos um pro outro... Feitos pra durar...





















"Diga a verdade
Ao menos uma vez na vida
Você se apaixonou
Pelos meus erros

Não fique pela metade
Vá em frente, minha amiga
Destrua a razão
Desse beco sem saída

Diga a verdade
Ponha o dedo na ferida
Você se apaixonou
Pelos meus erros

E eu perdi as chaves
Mas que cabeça a minha
Agora vai ter que ser
Para toda a vida

Somos o que há de melhor
Somos o que dá pra fazer
O que não dá pra evitar
E não se pode escolher

Se eu tivesse a força
Que você pensa que eu tenho
Eu gravaria no metal da minha pele
O teu desenho

Feitos um pro outro
Feitos pra durar

Uma luz que não produz
Sombra..."


(3x4)


P.S. Tentando deletá-la do meu corpo. Do coração já o fiz! Aceito sugestões na escolha de uma nova tattoo rs. Grata! 

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Faz tempo que eu te espero... e que te quero bem...

Eu sei que vou (te) amar...



"Hoje me deu vontade de agradecer à vida. Hoje percebi que devo agradecer todos os dias pelo sorriso sincero, o abraço apertado, o beijo de boa noite, o sermão escutado. É que hoje me deu vontade, involuntária/natural, de amar. Uma certa pressa de ser feliz e não perder um minuto se quer. Hoje eu amo, ontem eu amei. E o mais incrível é que vou amar amanhã."

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Do lado de cá, a vista é bonita...


"Quero uma vida azul-piscina!"

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Toda escolha diz quem eu sou...


"Hoje, neste tempo que é seu, o futuro está sendo plantado. As escolhas que você procura, os amigos que você cultiva, as leituras que você faz, os valores que você abraça, os amores que você ama, tudo será determinante para a colheita futura."

Eu já posso entender a inocência do prazer...


"A gente batalha tanto pra perder a inocência e finalmente enxergar as coisas com clareza, que nos permitimos endurecer durante o caminho para finalmente alcançarmos este estado. Nem tudo que a gente conserva de puro merece ser abandonado. Assim como os anos não anulam o que já foi vivido, a maturidade não anula o que já foi sonhado!"

Esperanças que venham somar com coisas boas e mais...


“Sei que todos, algum dia, acordamos com a senhora desilusão sentada na beira da cama. Mas a gente vai à luta e inventa um novo sonho, uma esperança, mesmo recauchutada: vale tudo menos chorar tempo demais. Pois sempre há coisas boas para pensar. Algumas se realizam. Criança sabe disso.”

E quando a vida se torna somente algo pelo qual temos que passar... Então fico feliz de pertencer a você...


"A regra é simples, como nos livros de Matemática da infância:

Você pertence ou não pertence.

.
.
.

É ciência."

terça-feira, 5 de abril de 2011

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Foi o que aprendi contigo...


"Nós devíamos consertar o nosso planeta antes de sairmos mexendo nos planetas dos outros."

Esgotar o apetite... Todo o apetite do coração...


"Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida..."

E é essa saudade que eu sinto de vc, Ailson!

domingo, 3 de abril de 2011

Se nós estivermos juntos haverá um céu azul...



"...Que perspicácia da vida, meu Deus, isso de fazer as pessoas se encontrarem por meio do amor, que, quando vem à tona, latente que pulsa a maior parte do tempo, remexe em tudo, esvazia falsas verdades, inaugura saberes e sabores, bagunça o coreto todinho, faz a gente olhar para a própria nudez. E começar a gostar dela. A respeitá-la."

Teu jeito, teu cheiro, teu sorriso, teu calor...



"O verdadeiro amor acontece por empatia, por magnetismo, por conjunção estelar. Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, veste-se bem e é fã do Caetano. Isso são só referênciais. Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca."

sábado, 2 de abril de 2011

Sem você se apaga a luz do sol... Sem contar que acaba o ar pra respirar...


"Até o tapete sem você voou."

Ainda há de haver esperança em cada um de nós... Algo de uma criança... Enquanto houver sol... Ainda haverá...


"Na infância... Bastava sol lá fora e o resto se resolvia."

E nada mais te prende aqui...


"A dor não pede compreensão, pede respeito. Não abandonar a cadeira, ficar sentado na posição em que ela é mais aguda.
Vejo homens que não têm coragem de terminar o relacionamento. Que não esclarecem que acabou. Que deixam que os outros entendam o que desejam entender. Que preferem fugir do barraco e do abraço esmurrado. Saem de mansinho, explicando que é melhor assim: não falar nada, não explicar, acontece com todo mundo.
Encostam a porta de sua casa (não trancam) e partem para outra vida.
Não é melhor assim. Não tem como abafar os ruídos do choro. O corpo não é um travesseiro. Seca com os soluços.
Não é melhor assim. Haverá gritos, disputa, danos. É como beber um remédio, sem empurrar a colher para longe ou moldar cara feia. É engolir o gosto ruim da boca, agüentar o desgosto da falta do beijo.
Será idiota recitar Vinicius de Moraes: 'que seja infinito enquanto dure'. A despedida não é lugar para poesia.
Haverá uma estranha compaixão pelo passado, a língua recolhendo as lágrimas, o rosto pelo avesso. Haverá sua mulher batendo em seu peito, perguntando: 'Por que fez isso comigo?'
Haverá a indignação como última esperança.
Haverá a hesitação entre consolar e brigar, entre devolver o corte e amparar.
Vejo homens que somente encontram força para seduzir uma mulher, não para se distanciar dela.
Para iniciar uma história, não têm medo, não têm receio de falar.
Para encerrar, são evasivos, oblíquos, falsos. Mandam mensageiros.
Não recolhem seus pertences na hora. Voltarão um novo dia para buscar suas coisas.
Não toleram resolver o desespero e datar as lembranças. Guardam a risada histérica para o domingo longe dali.
Mas estar ali é o que o homem precisa. Não virar as costas. Fechar uma história é manter a dignidade de um rosto levantado, ouvindo o que não se quer escutar. Espantado com o que se tornou para aquela mulher que amava. Porque aquilo que ela diz também é verdade. Mesmo que seja desonesto.
Desgraçadamente, há mais desertores do que homens no mundo.
Deveriam olhar fora de si. Observar, por exemplo, a dor de uma mãe que perde seu filho no parto.
O médico colocará o filho morto no colo materno. É cruel e - ao mesmo tempo - necessário. Para que compreenda que ele morreu. Para que ela o veja e desista de procurá-lo. Para que ela perceba que os nove meses não foram invenção, que a gestação não foi loucura. Que o pequeno realmente existiu, que as contrações realmente existiram, que ela tentou trazê-lo à tona. Que possa se afastar da promessa de uma vida, imaginar seu cheiro e batizar seu rosto por um instante.
Descobrir a insuportável e delicada memória que teve um fim, não um final feliz. Ainda que a dor arrebente, ainda é melhor assim."

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Tua sombra não me assusta...


"E dane-se seu exército de palavras miseráveis. Porque bem sei, tuas garras são de seda. E saibas tu, tua sombra não me assusta. Porque a lua... a lua é minha."

Meu amor é um passo de fé... no abismo... em seu olhar...


"Por que só a beira e nunca o abismo?
Por que apenas o equilíbrio e nunca a queda?
Há quanto tempo você não sangra?"

Eu dizia o seu nome, não me abandone jamais...



"Não me abandone, pediu para dentro, para o fundo, para longe, para cima, para fora, para todas as direções. E curvou a cabeça como quem reza..."

Levo junto da minha pele tuas fotografias... Para vê-las cada vez que a tua ausência consome todo o meu coração...


"Não tire fotografias das coisas que um dia precisarão ser esquecidas."

Eu quero ser feliz antes de mais nada...


"Quando foi a última vez que eu realmente me diverti, dancei até cair, esqueci meus problemas, faltei numa reunião por acordar atrasado?

.
.
.

Ainda dá tempo de fazer alguém feliz, saltar de pára-quedas, escrever um livro?"