"QUANTO A MIM, TENHO QUE LHES DIZER QUE AS ESTRELAS SÃO OS OLHOS DE DEUS VIGIANDO PARA QUE TUDO CORRA BEM. PARA SEMPRE. E, COMO SE SABE, SEMPRE NÃO ACABA NUNCA." (CLARICE LISPECTOR)



quinta-feira, 17 de março de 2011

Depende de nós se este mundo ainda tem jeito... Apesar do que o homem tem feito... Se a vida sobreviverá...


Se não vejo na criança uma criança, é porque alguém a violentou antes, e o que vejo é o que sobrou de tudo que lhe foi tirado. Essa que vejo na rua, sem pai, sem mãe, sem casa, cama e comida, essa que vive a solidão das noites sem ninguém por perto, é um grito, um espanto. Diante dela o mundo deveria parar para começar um novo encontro, porque a criança é o princípio sem fim e o seu fim é o fim de todos nós.


(Herbert de Souza – Betinho, sociólogo, 03/11/1935 – 09/08/1997).

1 comentários:

' Jéssica Sabbatini :* disse...

aah adorei o tema abordado no post..hoje em dia está tudo muito largado,jogado por ai,agente tem que ter mais amor..isso é certeza!
adoorei seu blog também querida :)
estou te seguindo de volta!
muitos beijos :**

Postar um comentário