"QUANTO A MIM, TENHO QUE LHES DIZER QUE AS ESTRELAS SÃO OS OLHOS DE DEUS VIGIANDO PARA QUE TUDO CORRA BEM. PARA SEMPRE. E, COMO SE SABE, SEMPRE NÃO ACABA NUNCA." (CLARICE LISPECTOR)



quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Das palavras ocultas...


“Muitos desejos não se consumam e continuam etéreos por causa das palavras covardes. Aquelas que não deixam apertar o botão 'enviar' depois de escrever alguns parágrafos sinceros ou que ficam falando de longe e bem baixinho dentro da cabeça para não te ligar de madrugada quando estava pensando em você e tudo fazia sentido. Ficam ocultas por anseios e medos. Por idiossincrasias e insegurança na falta da reciprocidade.

E não tomo coragem, mas invento analogias em planetas fantásticos para tentar fazer você sentir o que estou sentindo. Escrevo para o mundo, mas, na verdade, essas palavras têm direção e destino.

Porque ao final, todas as conversações, todas as palavras, todos os fragmentos – no discurso amoroso – consistem em dizer ao ser amado:

estou aqui, perceba-me."

0 comentários:

Postar um comentário