"QUANTO A MIM, TENHO QUE LHES DIZER QUE AS ESTRELAS SÃO OS OLHOS DE DEUS VIGIANDO PARA QUE TUDO CORRA BEM. PARA SEMPRE. E, COMO SE SABE, SEMPRE NÃO ACABA NUNCA." (CLARICE LISPECTOR)



sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

E tua ausência fazendo silêncio em todo lugar...


Odeio tudo que lembra vc e que traz saudades.  

Teus olhinhos pequeninos...
Tua delicadeza...
Tua cegueira (Eu tô aqui! Consegue ver-me?)...
Teu pisar torto...
Tua educação fora do normal...
Teu jeito todo 'certinho'...
Tua fala amorosa ao pronunciar meu nome...
Teu carinho que vicia...
Tua inocência...
Nossas madrugadas bobas...
Nossas trocas...
Nossos desejos...
Nosso distanciamento...
Nossas brigas sem fundamentos...
Nossas brigas com fundamentos...
Nosso medo de sentir...

ODEIO toda essa desordem que vc me causa internamente e propositalmente.
 E odeio concordar musicalmente com vc quando me diz:
"Só enquanto eu respirar vou me lembrar de vc... Só enquanto eu respirar."


NÃO CABE MAIS PALAVRAS...

A

MINHA

DOR

TRANSBORDOU...

0 comentários:

Postar um comentário